Sofisticação e reinvenção em Jericoacoara

por The Winners

Por Álvaro Garnero

Sofisticação, para mim, sempre foi o antônimo de ostentação. E foi numa pousada simples de Jericoacoara, a Casa B&B, também conhecida como Casa do Delfim, que eu provei um dos menus de degustação mais sofisticados da minha vida. A pousada e o restaurante B&B são comandados pelo brilhante Delfim Taguti Fugiwara. travel Álvaro Garnero Fujiwara fez história na TV Globo, Record e Manchete como designer, chegou a ser editor do Fantástico nos anos 90 e comandou toda a reformulação visual do SporTV.

Em 2011 largou tudo e foi para “Jeri” e lá se reinventou, o que não é difícil de se fazer quando inspirado por aquela paisagem. Ele aproveitou o frescor dos peixes e frutos do mar locais, uniu as receitas que o pai Takao deixou em sua memória e começou a brincar de ser chef. A brincadeira passou a ser coisa séria – o profissionalismo que Fugiwara mostrou na TV foi rapidamente transportado para suas invenções culinárias. A base dos pratos é japonesa, mas no resultado final vemos toda uma experiência de vida.

O sashimi de lagosta é de uma delicadeza sem par. O carpaccio de polvo, de comer de joelhos. O tartar de atum com tapioquinha, uma das misturas mais inteligentes que já provei. Ao todo são dez pratos no menu de degustação, que termina com um carpaccio na polpa de coco com uma apresentação memorável. Uma refeição na Casa B&B é a essência da palavra sofisticação. É aquele luxo de poder comer ao lado da praia, sentindo a brisa do mar, jogando conversa fora com um chef cheio de histórias para contar. Enquanto ele cozinha, e ao mesmo tempo nos dá atenção (Fujiwara é definitivamente um profissional multitask), uma experiência indescritível é construída. Sem ouro, sem cristais, sem tapetes vermelhos ou qualquer pirotecnia – só com os ingredientes que abençoam nossa terra e o talento de um homem que soube se reinventar.

You may also like

Deixe um Comentário