3ª edição do Seminário Internacional Líderes mostra como as relações comerciais entre Brasil e Argentina devem prosperar além da crise

por The Winners
0 comentário

São Paulo e Buenos Aires, Setembro de 2019 – “As várias relações entre o Brasil e a Argentina fortalecem expressivamente o Mercosul e devem prosperar independente da crise”, declarou Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, em sua mensagem dirigida aos 160 diretores, CEO´s e diplomatas durante o Terceiro Seminário Internacional Líderes realizado em 19 de setembro no Grand Hyatt São Paulo, na capital paulista. Sua afirmação foi clara, contundente e gerou uma corrente de perspectivas positivas para a região, apesar dos cenários difíceis.

A abertura oficial do Terceiro Seminário Internacional Líderes contou com as palavras de José Roberto Maluf, Presidente da TV Cultura, e Cecilia Luchía-Puig, Presidente do Líderes TV e Coordenadora Geral do evento. Em seu discurso, Maluf estabeleceu que “a partir da assinatura do acordo de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, temos que nos preparar para poder tomar as oportunidades que possam surgir”.

E Cecilia disse “este Terceiro Seminário Internacional de Líderes reuniu grandes nomes do mundo dos negócios, gerando um espaço para debate de ideias, troca de experiências e encontro entre líderes de diferentes setores e empresas para alinhar políticas públicas entre Brasil e Argentina. O desafio é fortalecer a troca de serviços e o comércio bilateral de bens e impulsionar as exportações, gerando condições que facilitam o comércio entre os dois países”.

Pablo Di Si, Presidente e CEO de Volkswagen para América Latina; Martín Berardi, Presidente da Ternium Argentina; Cecilia Luchía-Puig, Directora de Mañana Profesional e Líderes TV; e João Campos, CEO da PepsiCo Brasil
Jorge Zabaleta, Presidente da CAMBRAS e Sócio da PwC Argentina; Nelson Wilians, Presidente do Nelson Wilians & Advogados Associados; Toni Sando, Presidente do Visite São Paulo; Antônio Claret de Oliveira, Presidente do Departamento Aéreo do Estado de São Pablo e Luis Maluf, Diretor da Editora Caras Brasil

Diante do complexo panorama econômico bilateral, as apresentações nos painéis temáticos reforçam a necessidade de aproximarmos as culturas dos dois países, especialmente nos setores: economia e finanças, serviços e negócios indústria 4.0 e agronegócios. Em agosto, o Brasil exportou US$ 6.678 milhões e importou produtos argentinos no valor de US$ 7.038 milhões e a balança comercial bilateral proporcionou à Argentina um saldo de US$ 260 milhões.

Participação no painel da Indústria 4.0; Pablo Di Si, Presidente e CEO da Volkswagen para a América Latina; Martín Berardi, Presidente de Ternium Argentina e João Campos Presidente de Pepsico Brasil. “O acordo de livre comércio no setor automobilístico que opera a partir de 2029 é uma oportunidade para ambos os países, porque fornece uma transição suave para o livre comércio”, disse o Presidente da Volkswagen Latam.

Martín Berardi alertava sobre a necessidade de governos realizarem reformas estruturais como a reforma da previdência no Brasil e a reforma impositiva para a Argentina. “O fortalecimento do desenvolvimento industrial nos países gera emprego de qualidade” conclui Berardi.

João Campos falou sobre algumas novidades no processo de produção da empresa, como as batatas eletrônicas. Sistema desenhado para monitorar os impactos do produto desde a produção até a chegada aos pontos de distribuição. “Como é possível uma conexão entre os pontos de venda é a nova tendência”, finaliza Campos. 

O Presidente da Sociedad Rural Argentina, Daniel Pelegrina, participou do painel de agronegócios junto com Tirso de Salles Meirelles, Presidente do Sebrae. Ambos destacaram que existe uma grande oportunidade de vender juntos alimentos à Ásia e para terceiros mercados. Também participaram do debate sobre Agronegócios Paulo Roberto Previdelli, Diretor do Grupo Brasil e Elmano Nigri, Presidente da Arquitetura Humana.

No painel sobre Serviços e Negócios Antônio Claret de Oliveira, Presidente do Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo, frisou: “através da aviação regional, vamos expandir o desenvolvimento no interior paulista, pois isso traz mais investimentos em infraestrutura”.

Nelson Wilians, CEO do Nelson Wilians & Advogados Associados, maior escritório de advocacia do Brasil, fez um retrato do cenário jurídico regional e que a informatização já é uma realidade. A empresa já prepara abertura de uma filial na Argentina. “Sinto uma ausência de liturgia por parte dos administradores, poderíamos estar bem melhor”, conclui Wilians.

Jorge Zabaleta, Presidente da Cambras (Câmara de Comércio Brasil-Argentina e com sede no país vizinho) e Sócio da PwC Argentina, disse que “a indústria está crescendo no mundo inteiro e que a simplificação é fundamental para um crescimento empresarial sadio, além do conhecimento como ferramenta estratégica”.

Toni Sando, Diretor Executivo do Visite São Paulo, afirmou que o crescimento imediato para o emprego nas cidades está no turismo, que é uma indústria limpa, mas “se você quer receber alguém, precisa capacitar quem recebe” reforçando que o trabalho em cadeia é fundamental.

No contexto de geração de mais empregos, a recessão da economia foi sentida no mundo do trabalho na Argentina. O desemprego no país vizinho subiu um ponto porcentual e alcançou 10,6% no segundo trimestre de 2019.

Durante o primeiro painel, Economia e Finanças, Milton Luiz de Melo Santos, Secretário Executivo da Fazenda e Planejamento paulista, mostrou-se muito satisfeito com as relações bilaterais: “eu que participei da primeira edição deste evento, em 2017, e agora retorno, percebo um maior interesse por parte dos empresários”.

“O setor privado deve ser o protagonista do Brasil nos próximos anos diante dos bons cenários econômicos do Brasil”, foi uma afirmação apresentada por Fernando Honorato, Economista-Chefe do Banco Bradesco. Agostinho Turbian, Presidente do Global Council of Sales Marketing, e Roberto Luis Troster, CEO da Troster & Associados, também completaram as apresentações abordando exemplos de integração através do turismo.

A quarta edição do Seminário Internacional de Líderes foi confirmada para 2020 e regressa para Buenos Aires, Argentina. “As economias do Brasil e da Argentina estão atravessando um momento delicado e este é um seminário que mostra a luz sobre os procedimentos que devem adotar os empresários e entidades governamentais de ambos os países para superar a situação e voltar a crescer”, finaliza José Roberto Maluf, Presidente da TV Cultura.

Daniel Pelegrina, Presidente da Sociedad Rural Argentina; Tirso de Salles Meirelles, Presidente do Sebrae; Elmano Nigri, Presidente da Arquitetura Humana; Paulo Roberto Previdelli, Director do Grupo Brasil; Gustavo Segré, Director do Center Group
Terceira edição do Seminário Internacional Líderes no Grand Hyatt São Paulo

Patrocinaram o Terceiro Seminário Internacional Líderes o Banco Bradesco, Volkswagen, Omint Saúde e Seguros, General Motors, Gol Linhas Aéreas, Toyota, Llao Llao Resort & Spa, SMS, Grand Hyatt São Paulo, Termium Argentina e Luigi Bosca. Apoiaram institucionalmente: Embaixada da Argentina no Brasil; Embaixada do Brasil em Buenos Aires; Grupo Brasil; Camarbra; Cambras; Visite São Paulo; e Sociedade Rural Argentina. Foram media partners: Mañana Profesional, Líderes TV, Editora Perfil, Revista Caras, Revista Rolling Stone, TV Cultura, Grupo Radar, Urban e The Winners.

A quarta edição já foi confirmada para 2020 e retorna a Buenos Aires, Argentina. Para mais informações e consultas, siga @seminariolíderes e @ líderestvarg, além do site www.liderestv.com.ar

3ª edição do Seminário Internacional Líderes mostra como as relações comerciais entre Brasil e Argentina devem prosperar além da crise3ª edição do Seminário Internacional Líderes mostra como as relações comerciais entre Brasil e Argentina devem prosperar além da crise3ª edição do Seminário Internacional Líderes mostra como as relações comerciais entre Brasil e Argentina devem prosperar além da crise3ª edição do Seminário Internacional Líderes mostra como as relações comerciais entre Brasil e Argentina devem prosperar além da crise3ª edição do Seminário Internacional Líderes mostra como as relações comerciais entre Brasil e Argentina devem prosperar além da crise3ª edição do Seminário Internacional Líderes mostra como as relações comerciais entre Brasil e Argentina devem prosperar além da crise

You may also like

Deixe um Comentário