Menu
Pages

Frédéric Drouin: o sucesso de quem sabe vencer os desafios

Publicidade

O franco-suíço Frédéric Drouin cultiva sua paixão pelo setor automotivo desde os tempos da infância, acumulando uma experiência profissional de mais de 30 anos. Formado em ciências políticas e relações internacionais, o executivo encontrou no setor privado a paixão de infância por carros e o sucesso na carreira. Construiu uma carreira sólida no setor automotivo e colecionou cases de sucesso. Em março de 2017 assumiu a presidência Jaguar Land Rover para a América Latina e Caribe, incluindo o Brasil, com boas perspectivas e muitos desafios a serem superados. Nesta entrevista exclusiva ele fala sobre o mercado, tendências, e o que esperar para os próximos anos. Confira todo conhecimento desse estrangeiro de alma brasileira, que contribui no desenvolvimento do setor automotivo e do Brasil.

Frédéric Drouin

The Winners – Com 33 anos de experiência na indústria automotiva e boa parte desse período no mercado brasileiro, qual sua avaliação sobre o futuro da indústria automotiva e as novas inovações, fontes de energia e conceito de mobilidade?

Frédéric Drouin – Acredito que hoje é impossível falar sobre o futuro da indústria sem falar sobre iniciativas sustentáveis que contribuam com o meio ambiente, principalmente na linha de veículos híbridos e elétricos. O mundo está mudando e é importante que nossa indústria acompanhe essa mudança com produtos alinhados a esta nova realidade, passo importante com o qual a Jaguar Land Rover firmou compromisso antes mesmo de assinar o pacto da COP26. A estratégia base para todas as decisões que estamos tomando tem relação com um futuro completamente elétrico e que aposta em novas fontes de energia. Porém, é importante lembrar que falar sobre um futuro mais sustentável também está relacionado com o investimento das próprias cidades brasileiras em uma estrutura sólida para suportar este tipo de veículos, a fim de transformar a realidade do Brasil. Hoje este cenário ainda está em construção.

TW – Depois de quatro anos sob seu comando quais os resultados atuais e, como o senhor avalia o mercado em um cenário pós-pandemia?

FD – O período de pandemia sem dúvidas foi muito desafiador e nos direcionou a rever nossas estratégias e criar alternativas para que a empresa continuasse a trabalhar de uma maneira sustentável. O resultado deste esforço nos levou a uma nova realidade, que é refletida no nosso faturamento atual, o maior dos últimos 5 anos. Neste momento ainda estamos vendo a realidade mudar e a economia aos poucos ir retomando ao patamar pré-pandemia. Diante disso, estamos alinhando nossos objetivos e reforçando nosso line-up com produtos de alto nível para cada vez mais ganhar espaço no mercado e representatividade no mercado de luxo brasileiro, focando em carros acima de R$300 mil e em um faturamento ainda maior, de forma que possamos seguir superando nossos próprios números.

TW – O senhor é um defensor da “multinacionalismo” para as empresas. Já declarou como “cada nacionalidade traz uma competência diferente” afirmando que as lideranças locais conseguem agregar os valores da empresa e adaptá-los a cada região na qual a empresa vende seus automóveis. Como isso funciona no Brasil?

FD – Sou um defensor da diversidade em qualquer lugar do mundo e do impacto singular que ela tem na força da equipe. É importante olhamos para diversidade em suas mais diferentes formas, como idade, gênero e raça, por exemplo, mas também é importante manter em mente que diversidade e inclusão andam juntos. Diante disso, buscamos não só fortalecer uma mentalidade que abraça a diversidade, mas que também pensa em soluções de forma inclusiva, dando voz e espaço de desenvolvimento adequado para todos. O futuro pertence as empresas que praticam a diversidade e a inclusão social.

TW – Nos últimos dois anos houve muitos rumores sobre as marcas de automóveis que deixariam o Brasil. No entanto, o senhor sempre foi categórico em afirmar que essa não era uma realidade para a Jaguar Land Rover. Como a marca vê o mercado brasileiro?

FD – Ao contrário de muitas marcas que estão deixando o país, a Jaguar Land Rover reafirmou seu compromisso com o Brasil com o retorno da produção do Range Rover Evoque em nossa fábrica em Itatiaia, no Rio de Janeiro. Esta retomada da produção nos ajudou a realizar a manutenção dos mais de 400 empregos que temos no Brasil e temos certeza de que vai nos ajudar a manter nossa representatividade no mercado de luxo. Acreditamos em uma agenda positiva para este país e estamos aqui para ficar. Estamos aqui há 73 anos, reafirmamos nosso compromisso com o país e cada vez mais estreitando nosso laço com o cliente brasileiro e com o mercado no geral.

TW – A Range Rover, um dos nomes mais icônicos da marca Land Rover, completou 50 anos de lançamento em meio a um cenário de pandemia mundial, mas isso não impediu as ações da empresa para promover a data. Como a empresa se aproximou dos clientes em momento de adversidade como o enfrentando em 2020? Quais foram as superações e as lições aprendidas?

FD – Durante o período de pandemia utilizamos a internet para realizar lives e treinamentos de forma virtual, com o intuito de manter vivo o laço com nossa rede de concessionárias e com os nossos colaboradores. Estamos ansiosos pela retomada dos eventos presenciais, porém é preciso seguir com cautela, utilizando as estratégias e respeitando o momento em que estamos passando no país.

TW – O setor automotivo no Brasil teve perdas significativas com a Ford deixando o país. Isso somou-se a crise global de suprimentos e fechamento de fábricas. No cenário mundial isso deixa o país em uma posição ruim?

FD – Empresas têm deixado o país, outras estão chegando e isso faz parte do ciclo de investimento em qualquer setor. No caso da Jaguar Land Rover o principal foco é o investimento constante no mercado brasileiro e o estreitamento dos laços entre a marca e seu público nacional. Vamos continuar investindo no Brasil e temos todo o suporte do time global da Jaguar Land Rover para trabalhar nesta estratégia. Acreditamos na força deste país, cujo forte está na agilidade, no empreendedorismo e em sua indústria. Um grande exemplo do potencial incrível do Brasil é que o país possui as maiores reservas de matéria-prima para a produção de itens importantes para a indústria atual e futura, o que simboliza uma grande oportunidade para colocar o Brasil em um lugar de destaque na transformação do mercado.

TW – Segundo a Fenabrave, 2020 acabou sendo melhor do se esperava. A procura por veículos novos cresceu e a valorização dos seminovos surpreendeu. Como o senhor avalia esse comportamento no mercado de veículos de luxo e quais as perspectivas para 2022?

FD – O mercado de luxo sofreu um pouco com a pandemia, porém ele também transformou o veículo em um santuário de proteção para muitas pessoas que não podiam sair de casa e acabaram utilizando seus veículos para dar uma volta e explorar lugares novos com conforto e tecnologia. Assim, observamos que, apesar do mercado de luxo ser relativamente pequeno no Brasil, ele apresenta uma demanda muito significativa e que foi reprimida no último ano, o que simboliza um crescimento esperado para 2022, principalmente quando falamos das próximas novidades da marca, como o Novo Range Rover. Aliado a isso, a Jaguar Land Rover incorporou em seus veículos uma tecnologia de filtragem de ar da cabine, que através de um botão elimina todas as impurezas e vírus presentes no ar, como o Coronavírus.

TW – Com a transformação digital e mudança de comportamento do cliente em relação ao e-commerce qual deve ser a inovação nas vendas do setor automotivo?

FD – As compras de automóveis e o comportamento do cliente vem passando por uma transformação ao longo dos anos. Hoje vemos um cliente muito mais informado e maduro, que dispõe de dezenas de fontes para conhecer o carro e saber se ele é de fato uma boa opção de compra. Nós, como empresa, buscamos trabalhar em todas estas frentes, oferecendo uma experiência personalizada em nossa rede de concessionárias, conteúdos informativos em nossas redes sociais e na mídia de uma maneira geral. Tanto a opção de compra em loja física quanto a online podem coexistir e simbolizam a ampliação das possibilidades oferecidas para o consumidor, permitindo que ele escolha aquela que melhor se encaixa no seu dia a dia. A verdade é que a atuação digital forte e intuitiva pode e deve agir como complementar a uma atuação física. A coexistência das duas modalidades permite que os clientes que gostam de conhecer o carro de perto possam passar pela experiência em nossas concessionárias, enquanto aqueles que preferem opções de compra mais ágeis (ou mesmo já conhecem o produto e não sentem a necessidade de se deslocar até uma loja física) podem desfrutar da opção do e-commerce.

TW – Em pauta o ESG (Environmental, Social e Governance, ou seja, práticas corporativas com responsabilidades ambientais, sociais e de governança) e a responsabilidade ambiental, como o assunto altera a indústria automotiva? Quais as principais mudanças?

FD – O mundo está mudando e nós, como empresa, temos que acompanhar essas mudanças e entregar produtos cada vez mais alinhados com a realidade. Por isso o centro da nossa estratégia hoje, nomeada Reimagine, é a sustentabilidade e tem como objetivo principal fazer com que a Jaguar Land Rover chegue em 2039 com emissão zero de carbono. Atualmente vemos um público muito mais informado e que se preocupa com um senso apurado de responsabilidade ambiental. Diante disso, estamos apostando em produtos nesta linha, como elétricos e híbridos, que entreguem o que este consumidor está à procura, além de serem produzidos com sistemas e em ambientes alinhados com as melhores iniciativas socioambientais. Em 2016 nossa fábrica em Itatiaia recebeu a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) nível gold, na categoria bulding desing + construction, comprovando a presença de sustentabilidade em toda a cadeia de produção até a distribuição. Além disso, um terço de nossa rede de concessionários faz uso de energia solar, 50% faz reutilização da água da chuva e 100% delas está envolvida em ações sociais em comunidades locais.

TW – Entre os projetos da Jaguar Land Rover no Brasil encontramos o apoio ao Onçafari, iniciativa que conserva a fauna e o habitats naturais brasileiros por meio do ecoturismo, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico do País. O projeto completa 10 anos em 2021. Como nasceu a iniciativa e seu funcionamento? Qual o status do projeto hoje e seus resultados? A sociedade tem acesso ao projeto e pode participar da iniciativa?

FD – A parceria entre a Jaguar Land Rover e o Onçafari nasceu em 2019, quando a marca identificou no projeto o importante trabalho com as onças-pintadas e a vontade do instituto de ajudar o meio ambiente e movimentar o ecoturismo brasileiro. O carro é uma importante ferramenta para que as atividades do instituto sejam realizadas com sucesso. Isso faz do Onçafari um projeto totalmente alinhado com o #EspíritoLandRover e com o que os carros da Land Rover querem transmitir, a essência aventureira, a preservação do meio ambiente e o desafio de trabalhar com iniciativas como essa. Tivemos a felicidade de nos tornar parceiros da iniciativa em 2019 e temos trilhado, ao longo dos anos, um caminho de sucesso rumo à preservação dos animais e da fauna brasileira. Este ano, para contribuir ainda mais com a iniciativa, entregamos duas novas unidades do Defender que estão sendo usadas para o monitoramento dos animais e para as atividades diárias da iniciativa. O Defender é um veículo robusto, com uma excelente capacidade off-road e, ao mesmo tempo, oferece conforto, ideal para cuidar do habitat e das onças-pintadas do nosso Pantanal.

TW – O que podemos esperar de lançamentos e projetos da Jaguar Land Rover para 2022? Quais devem ser as inovações?

FD – O ano de 2022 será um ano com muitas novidades para a Jaguar Land Rover e sem dúvidas um ano muito importante para a marca. No primeiro semestre teremos a chegada das 25 unidades do Land Rover Defender edição limitada Onçafari, seguida da entrega das primeiras unidades do novo Range Rover, um veículo emblemático que traduz a essência da nossa marca com muito luxo e refinamento. Além do Range Rover, estamos trabalhando para trazer importantes lançamentos no ano que vem, que em um momento oportuno serão revelados, mas já podemos adiantar que os clientes podem esperar mais modelos PHEV, novidades no quesito tecnologia e ainda a chegada do Defender 130. Temos certeza de que será um ano inesquecível para a Jaguar Land Rover.

Nosso app

Leia onde e quando quiser

Faça o download do nosso app e leia onde e quando quiser.

Publicidade
testedimarmo.info mielenkiintoinen omin kasin