Medalha de honra Trabalhador Rural FAESP – 2015 – Fábio de Salles Meirelles

por admin
0 comentário

Jantar Solenidade de Outorga da Medalha de Honra ao Mérito “O Semeador, Homem do Campo”

Sempre sorridente e entusiasmado, o presidente da federação da agricultura e pecuária do estado de São Paulo, idealizador e criador da medalha de honra ao mérito “o semeador, homem do campo” fez questão absoluta de receber todos os convidados, na porta do buffet França. “Cumprimentar a todos na chegada foi uma forma cordial de agradecimento que escolhi para esse evento importante da nossa entidade” afirmou Fábio de Salles Meirelles.

“O Semeador, é a base da humanidade, pois representa não só a produção agrícola que garante nossa existência, como também a propagação da palavra e dos ensinamentos de Deus. Nesse contexto espiritual, desde as primeiras citações bíblicas, a exemplo da parábola do semeador e das lições extraídas da história do lavrador Caim e do pastor de ovelhas Abel, é destacada a importância do semeador na multiplicação da fé, de valores e princípios como os da dignidade, da fraternidade, da generosidade e da solidariedade, os quais devem guiar nossa trajetória de vida” completou o presidente.

O homem do campo é o maior e mais legítimo semeador, pois ele enfrenta com obstinação as adversidades e intempéries climáticas para viabilizar o crescimento do setor agropecuário, elo fundamental que permite o abastecimento de uma sociedade em constante progresso, bem como a consolidação do agronegócio que é o principal pilar do desenvolvimento socioeconômico brasileiro.

A escolha da denominação “O Semeador – Homem do Campo” é uma homenagem e um reconhecimento aos milhões de homens e mulheres que no campo trabalham, produzindo alimentos e riquezas para o fortalecimento das nações. Além disso, é também uma valorização a todos os homens e mulheres que semeiam a ética e a justiça; e que buscam o progresso e as grandes conquistas da civilização. E é com esse espírito altruísta e significativo que, como conhecedor do meio rural, e diante da liderança agropecuária do Estado de São Paulo, com a aprovação da nossa diretoria da Faesp e posterior ratificação da Assembléia Geral da Entidade, decidi criar a condecoração representada pela medalha de honra ao mérito “O Semeador – Homem do Campo”. Fruto de um momento de sublime inspiração nossa, a medalha simboliza uma láurea vitalícia, conferida a personalidades que se destacam em suas áreas de atuação e que, a exemplo do homem do campo, semeiam virtudes e qualidades capazes de transformar e integrar a sociedade brasileira. Por fim, ressaltou: “ que a referida Comenda tem como firme propósito o reconhecimento do valor do homem do campo, um genuíno Semeador que, com sua fé inabalável, consegue coordenar e superar as grandes dificuldades da agricultura de um País tropical. “Plante, Cultive e Colha a Paz” (FSM) A solenidade contou com mais de 700 convidados, presidentes de entidades representativas de diversos setores, dentre elas, Secovi, Tjsp, Creci, Anefac, Abramet, Sebrae-SP, Acsp, autoridades dos setores públicos e privados, poderes executivo e legislativo, além da representação do setor agropecuário do estado de São Paulo, representada pela diretoria da Faesp e do Senar, dentre outras.

E é com esse espírito altruísta e significativo que, como conhecedor do meio rural, e diante da liderança agropecuária do Estado de São Paulo, com a aprovação da nossa diretoria da Faesp e posterior ratificação da Assembléia Geral da Entidade, decidi criar a condecoração representada pela medalha de honra ao mérito “O Semeador – Homem do Campo”.

Fruto de um momento de sublime inspiração nossa, a medalha simboliza uma láurea vitalícia, conferida a personalidades que se destacam em suas áreas de atuação e que, a exemplo do homem do campo, semeiam virtudes e qualidades capazes de transformar e integrar a sociedade brasileira.

Por fim, ressaltou: “ que a referida Comenda tem como firme propósito o reconhecimento do valor do homem do campo, um genuíno Semeador que, com sua fé inabalável, consegue coordenar e superar as grandes dificuldades da agricultura de um País tropical. “Plante, Cultive e Colha a Paz” (FSM)

A solenidade contou com mais de 700 convidados, presidentes de entidades representativas de diversos setores, dentre elas, Secovi, Tjsp, Creci, Anefac, Abramet, Sebrae-SP, Acsp, autoridades dos setores públicos e privados, poderes executivo e legislativo, além da representação do setor agropecuário do estado de São Paulo, representada pela diretoria da Faesp e do Senar, dentre outras.

You may also like

Deixe um Comentário