Menu
No mundo

GCSM recebe Michel Temer, Vicente Greco Filho e Torquato Jardim em mais um Conversando Com Quem Faz a Diferença

Publicidade

Na manhã desta quinta-feira, 24 de agosto, o Global Council of Sustainability and Marketing (GCSM) realizou, em sua sede, mais uma edição do Conversando Com Quem Faz a Diferença (CCQFD). O evento foi uma parceria com a revista Economy&Law, do Grupo Innsbruck e foi moderado pelo publisher, Agostinho Turbian, que é também o presidente do GCSM.

O evento intitulado “Brasil, Constituição, Reformas e Desenvolvimento” teve a presença de várias autoridades, especialmente do meio jurídico. Falaram ao público, Michel Temer, ex-presidente da República, advogado, ex-professor de Direito Constitucional e autor de cinco livros, Vicente Greco Filho, advogado líder do Greco Filho Sociedade de Advogados, jurista e autor de publicações em áreas variadas do Direito, além do advogado, jurista, ex-ministro da Justiça no governo Temer, ex-ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ex-ministro da Controladoria Geral da União (CGU).

Eles discorreram sobre tópicos importantes da Constituição Federal brasileira, que é a Carta Magna do Estado Democrático de Direito no país e que ao longo dos anos sofreu algumas alterações, acompanhando a evolução da sociedade e seus anseios.

Além do tema da Constituição, eles expuseram seus pontos de vista em relação à reforma tributária, que foi aprovada pela Câmara em dois turnos e que agora está em trâmite no Senado Federal.

Os três foram unânimes quando levantaram a questão municipal sobre a reforma tributária. Eles acreditam que a reforma precisa ser bastante analisada para que os municípios não venham a sofrer com as consequências devido à queda da arrecadação – o que seria prejudicial à população como um todo.

Os especialistas lembraram que as prefeituras, no sistema brasileiro, são as maiores responsáveis pela gestão dos recursos que chegam à população por meio, também, dos impostos municipais, o que é mandatório para a formação de um orçamento que consiga oferecer condições de saúde e educação, por exemplo – o que já é penoso nos dias de hoje não pode piorar, conforme análise de Michel Temer, Vicente Greco Filho e Torquato Jardim.

Continua depois da publicidade