ESG: Qual a importância para as empresas?

por The Winners
0 comentário
Daniel Maranhão, CEO da Grant
Thornton Brasil

Não há dúvidas de que os aspectos ESG (ambiental, social e governança) devem ser considerados em toda empresa que busca se destacar no mercado. Essa já é uma prática fortemente difundida nas companhias na Europa, ganha força nos Estados Unidos e, no Brasil, começa a receber maior atenção dos empresários que olham o futuro de forma estratégica.

Na pesquisa ESG e as Empresas de Capital Aberto que fizemos recentemente – parceria entre Grant Thornton, XP Inc. e Fundação Dom Cabral – os resultados apontam que, no Brasil, 75% dos participantes consideram os aspectos ESG como prioridade, no entanto, apenas 14% levam em conta esses aspectos na hora de tomar decisões. Ou seja, houve um aumento expressivo na conscientização das organizações sobre essa agenda, impulsionado pela pandemia da Covid-19, motivo citado por 69% das empresas, mas há ainda um longo caminho para que ESG seja tratada de forma estratégica, ligada diretamente ao core business da empresa.

Para se ter uma ideia de como o tema está sendo levado a sério, 86% dos entrevistados concordam que a organização poderá sofrer impacto negativo no futuro, caso não adote uma gestão considerando esses aspectos. Por enquanto, compliance e questões ligadas ao risco de reputação e à valorização da marca são as preocupações mais presentes, mas questões como acesso ao mercado de capitais e redução de custos de capital, que vêm sendo amplamente discutidos pelo mercado, em breve devem entrar para a lista dos principais benefícios ESG das empresas. É um caminho sem volta!

You may also like

Deixe um Comentário