O atual cenário político brasileiro na opinião de Karim Miskulin, diretora da Revista Voto

por The Winners
0 comentário

Veículo formador de opinião, que contribui para a difusão de informação política e de análise, a Revista Voto provoca o espírito crítico e o debate de ideias entre os setores público e privado. Nesta rápida conversa, Karim Miskulin, diretora da publicação, fala sobre o trabalho da revista e do Instituto Voto, além da boa política, o único canal democrático para se conquistar o bem-estar social.

The Winners – De que forma surgiu a ideia de criar a revista? Quais foram suas motivações?

Karim Miskulin – A revista Voto nasceu para poder contribuir com uma democracia mais justa e ampliar o debate sobre os assuntos importantes para o desenvolvimento do nosso país.

 

TW – Qual o papel do Instituto Voto na construção da democracia no Brasil?

KM – O Instituto Voto, por meio do Ciclo Brasil de Ideias, tem a missão de debater temas que contribuam na construção de um país mais competitivo, transparente e justo. Sentamos com nossos representantes para tentar ajudá-los de alguma forma nas tomadas de decisões. Queremos tratar de assuntos que interessem ao nosso país como um todo.

 

TW – Você acredita que a democracia evoluiu ou perdeu espaço entre os brasileiros nos últimos 15 anos?

KM – Para responder a essa pergunta é importante voltarmos aos nossos últimos presidentes: o que foi eleito para cassar marajás e acabou cassado; o que parecia o salvador da pátria, mas está atrás das grades; e a que queria ser a grande gestora, mas sofreu impeachment e levou as contas públicas ao caos. Infelizmente todos esses anos podem ter resultado em pessoas moldadas a discursos populistas e sedutores. Precisamos tomar cuidado com isso. Dito isso, acredito que vivemos em uma democracia consolidada que tem evoluído ao longo dos anos, mas que não podemos nunca descuidar do assunto.

 

TW – As fake news representam o grande problema eleitoral brasileiro neste momento?

KM – As fake news atrapalham muito, sem dúvida alguma, todo o processo eleitoral. Junto a elas, a falta de acompanhamento e cobrança da parte da população é outro problema. Ou seja, a alienação política pode também ser apontada como um grande problema nesse processo.

Karim Miskulin

You may also like

Deixe um Comentário