A Educação como agente de mudança na carreira

por The Winners
0 comentário
Fátima Abud, Diretora de Educação Continuada na Competência do Brasil

No cenário em que vivemos atualmente, onde só se fala em mudança, se procura reinventar atividades e comportamentos para se adequar às novas realidades, os profissionais das mais diversas áreas estão buscando alternativas e se preparando para uma nova era, ou seja, pós covid-19.

Se voltarmos um pouco no tempo, o século XVI foi uma época de profundas transformações na visão de mundo, do homem ocidental, época marcada por verdadeira paixão pelas descobertas. No campo filosófico e científico, a superação das incertezas não poderia resultar de correções parciais. Descartes buscava na razão, que as matemáticas encarnavam de maneira exemplar, os recursos para a recuperação da certeza científica.

E hoje não está diferente. No momento de isolamento social, o ócio criativo toma lugar, procurando caminhos para nos manter em atividade, buscando alternativas de trabalho pelas redes sociais, quer seja de modo informativo, realização de palestras, musicais, cursos, entre outros.

Dessa forma podemos dizer que a palavra “mudança” carrega consigo um estigma de resistência, sendo inicialmente ridicularizada em qualquer situação. Depois, passa a ser recusada, sendo finalmente seguida pela maioria, como auto-evidência.

A título de exemplo, podemos citar o que vem acontecendo com as universidades do mundo todo, que optaram pela continuidade das aulas em época de crise, que antes eram presenciais, passaram a ser a distância. Com as empresas vem acontecendo o mesmo.

O trabalho “home-office”, foi um grande aliado de todos, o qual contribuiu para a oportunidade de se reinventar, para se
manter ocupados com as atividades rotineiras e contribuir para a manutenção do emprego. Em um ambiente global, onde a pirâmide tradicional das estruturas das empresas foi invadida pela tecnologia, pela competição e pelo enxugamento dessa estrutura, hoje também é ocupada e dividida com as megafusões.

Tem mais chance de mercado, aquele que reúne melhores condições de experiência, que está atualizado, que investe em cursos e atividades que aumentam sua cultura e conhecimento, que tem criatividade e visão global do mercado. É aquele que passou ou está passando pelos 5 E’s: Estagiário, Empregado, Executivo, Empresário e finalmente, empreendedor.

A busca constante pelo conhecimento e aprendizado, nos faz sentir como um estudante permanente. É sem dúvida o processo criativo em ação. Por se comum a todas as pessoas, o que difere uma das outras, é justamente a maneira de como eles são trabalhados.

Como Iniciar?

Atualmente está crescendo o número de empresas que procuram Instituições de Ensino Superior, para realizarem convênios que facilitem o acesso ao ensino, a seus colaboradores. Estas por sua vez, estão se adequando à realidade do mercado, contratando profissionais de elevado gabarito e realizando convênios internacionais, para atender de forma condizente seus conveniados. Muito embora, sabemos que alguns desses convênios, é só para cumprir formalidades.

Pode-se dizer que o grande capital a ser investido não é o dinheiro, mas o conhecimento, informações, relacionamentos, para que se tenha um produto vendável no mercado nacional e internacional.

Aquele que se preocupa com sua carreira, que almeja o sucesso e realizações significativas no mercado de trabalho, não para. Está sempre estudando, porque sabe que a atualização constante dos conhecimentos, propicia um diferencial no currículo e gera oportunidades de ascensão profissional.

Os cursos de pós-graduação que vem revolucionando o mercado, oferecem conteúdos que atendam eficazmente a demanda das organizações e de seus interessados, inclusive com a inserção de módulos internacionais, onde o participante tem a oportunidade de internacionalizar sua carreira.

O início dos contatos com o mercado externo pode ser feito através de Seminários Internacionais, Congressos, Simpósios, Workshops, Cursos entre outros, onde além do interessado participar das palestras sobre diversos temas atuais, inovando e reciclando informações, poderá visitar empresas , conviver com culturas diferentes e realizar o networking. Fazer uma pós-graduação com Módulo Internacional, ou mesmo participar de um seminário internacional, é realmente pensar no futuro, é verificar a possibilidade de internacionalizar sua carreira, a de sua empresa e consequentemente fazer a diferença no mundo globalizado e competitivo.

Nesse contexto, a GCSM saiu à frente e lançou a Universidade Corporativa, que aliada à desregulamentação do ensino, irá priorizar o relacionamento e aproximação entre as organizações, para a formação de seus colaboradores, por meio de formação diferenciada, procurando atender todos os setores do mercado.

Essa formação será realizada através de cursos de pós-graduação e contará com módulos nacionais e internacionais, incluindo visitas técnicas de ponta, onde os participantes poderão adquirir informações up-to-date, para serem
compartilhadas com suas empresas e ainda irão receber um certificado de participação.

É o processo chamado “Carreira sem Fronteiras”, onde carreira é um processo de construção e que se leva tempo para ser formada. É preciso atentar que carreira não é o mesmo que emprego. A carreira é longa e duradoura e não apenas um mero alicerce, como meio de se obter uma remuneração a cada período de tempo.

Cada decisão tomada na vida profissional e em alguns casos na vida profissional pode influenciar a formação na carreira. Por isso ela não deve ser entendida como um caminho difícil, mas como uma sequência de posições e trabalhos realizados pelo indivíduo. É a forma de conciliar desenvolvimento pessoal com o organizacional.

Fronteira por definição, é o limite entre duas partes distintas, por exemplo, dois países, dois estados, dois municípios. Dessa forma, carreira sem fronteiras, pode ser entendida como uma sequência de posições e trabalhos realizados pelo indivíduo, para o desenvolvimento pessoal e profissional, sem se importar com os limites. É a busca pela excelência nacional e internacional do currículo do indivíduo.

A visão restrita das alternativas de desenvolvimento profissional ocasiona aos indivíduos a falta de oportunidade, tanto na empresa onde ela atua como no mercado competitivo do mundo atual. É a chamada Carreira com Fronteira.

De acordo com Robert Defillipi, Michael Arthur e Denise Rosseau, a competência know-why (como identificamos nossa própria motivação e relação com a carreira), é que realmente diferencia a construção da Carreira sem Fronteiras no modelo tradicional. E é aí que as pessoas precisam entender as razões para trabalhar e construir um sentido para sua vida pessoal e profissional.

A Importância dos Certificados Nacionais ou Internacionais

Antes de discorrermos sobre a importância dos Certificados, cabe ressaltar um pouco, sobre alguns conceitos importantes, que vão facilitar o seu entendimento sobre o assunto.

Durante o seminário nacional ou internacional, temos um evento acontecendo, criando um senso de linha reta ao longo do tema. Ele é composto por apresentações de temas e autoridades no assunto. No final do evento, é concedido um certificado de participação para as pessoas inscritas e que participaram da programação pré-determinada. A importância de participar de um evento dessa natureza, está ligada à construção da carreira.

O Seminário Nacional ou Internacional na Construção da Carreira

Citamos a seguir alguns itens que irão impulsioná-lo à participação em um seminário, nos dias de hoje:

• Atualizar e enriquecer o currículo acadêmico e profissional;

• Desenvolver novas habilidades;

• Promover networking profissional e acadêmico;

• Inspirar-se nos conteúdos apresentados para a criação de novos projetos e negócios;

• Tornar-se competitivo no mercado nacional e internacional,

• Vislumbrar uma remuneração estratégica, para atender seu desenvolvimento profissional e pessoal.

Apesar de parecer uma formalidade, os certificados de participação nos seminários são necessários, pois eles vão deixar o seu currículo mais competitivo. Eles são essenciais para quem quer seguir carreira acadêmica ou profissional, atuar como professor ou participar de processos seletivos que exigem comprovação dos títulos adquiridos.

Após ter vivenciado experiências dessa natureza, não há duvidas que há passagem por uma mudança em nossa carreira profissional. Mudança esta de atividades e comportamentos para nos adequar às novas realidades pós covid-19.

Por ter participado de vários eventos dessa natureza, relato com muita convicção que é através da Educação, que formaremos um mundo mais humano e equilibrado.

O mundo evoluiu independente de você. Estar equilibrado é estar presente e participar de todas as coisas que estão a sua volta. Estacionar e não acompanhar essa evolução, poderá deixar você fora do mundo competitivo.

You may also like

Deixe um Comentário